Arquivo do blog

quarta-feira, 19 de agosto de 2015

O Pequeno Príncipe nova-iorquino?

Olá, pessoal!
Vocês sabem como nasceu o nosso principezinho? 

O livro O Pequeno Príncipe foi escrito na cidade de Nova York, em plena Segunda Guerra Mundial, durante o afastamento do autor Antoine Saint-Exupéry de sua terra natal, a França. 
Amigos do escritor já estavam acostumados a, vez ou outra, se depararem com os esboços de um garotinho que usava cachecol:




Não se sabe ao certo a quem se atribui a origem do livro, apesar de alguns amigos relatarem que haviam sugerido a ideia ao escritor. É fato que, a participação deles durante o processo de criação da obra era algo constante. Entre conversas informais e ligações telefônicas, Saint-Exupéry gostava de contar a história do Pequeno Príncipe e saber a opinião das pessoas. 



A publicação original (em 1943) ocorreu primeiro nos Estados Unidos e no Canadá, nas seguintes versões: encadernada em inglês (525 exemplares numerados à mão e assinados pelo autor) e versões encadernadas e em brochura, no idioma francês (260 exemplares no total, igualmente numerados e assinados).

                     
                     Versão nova-iorquina em inglês
Versão nova-iorquina em francês


















Segundo historiadores, ainda em 1943, Saint-Exupéry passou uma procuração para seu agente, encarregando-o de administrar os direitos autorais de sua obra, durante sua ausência (o escritor viajou em seguida para o norte da África, em missão). O que o levou a não assistir o lançamento de seu livro, contudo não deixou de escrever pedindo notícias de sua obra.

Os franceses só vieram conhecer O Pequeno Príncipe em 1946, numa versão encadernada (12.750 exemplares), porém como obra póstuma (Exupéry desapareceu em 1944 quando sobrevoava o mar do Mediterrâneo).  

--------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Em 2014, Nova York homenageou O Pequeno Príncipe com a exposição: "The Little Prince - New York Story" (no The Morgan Library & Museum) possibilitando ao visitante acompanhar parte do processo criativo do autor através de manuscritos, esboços, fotos, cartas e objetos pessoais do escritor.



Essa linda exposição eu mostro num outro post especial!

Se vocês gostaram e querem conhecer um pouco mais dos esboços e origens do Pequeno Príncipe deixo aqui 3 sugestões de livros com esse conteúdo 
(farei a resenha de cada um deles para vocês, logo logo):




Beijão, até a próxima!






Nenhum comentário:

Postar um comentário